Post do Leitor – Um pouco sobre o que eu vejo na TV

Salve salve Crentassos…
Mais um post do leitor pra vcs… O intuito desses posts é fazer com q o leitor tambem possa manifestar-se e que os demais leitores possam conhecer mais pessoas q pensam parecido ou não! Este é o segundo texto q o Allan nos envia, e como o primeiro foi super bem aceito, vamos mandar mais uma pra galera!Lembrando sempre q estes textos não representam, necessariamente, a opinião dos editores do blog dos crentassos. Segue o texto do @allanjoses7

A imagem da televisão foca os olhos de um homem triste. Um alguém que grita um inaudível urro de dor, uma sombra fraca de uma pessoa que de um dia pro outro vê que está só. E eu não me sinto realmente tocado, algo que aprendi em aconselhamento é que você só pode dizer “eu sei o que você tá passando” se eu realmente souber o que a pessoa está passando, e não tenho nem noção do que é ver todos seus sonhos desmoronados, nem imagino o que é ter a vida sufocada por toneladas de lama. Diz uma música: “a imagem fria não toca o coração”.
Mas mesmo tão distante da realidade do homem do noticiário há algo que incomoda, dizem que empatia é algo natural do ser humano, que faz parte de mim tentar me ver em um outro alguém e projetar nele minhas próprias aspirações, algo como um espelho meio borrado que serve para criar minha consciência de coletividade e dessa feita também me adequar ao social. Eu digo que já tem muito tempo que deixamos este tal estado de espírito para trás, e que hoje não passa de um psicologismo barato. Se assim não fosse não conseguiria explicar o motivo de sermos nós mesmos os grandes responsáveis pelas condições de desigualdade de oportunidades em que estamos inseridos, a maior parte das vezes omitindo-nos diante daquilo que pode até incomodar num primeiro momento.O que existe é um sentimento primário, uma afeição que é despertada em situações fora do comum.
Ver uma criança de rua passeando descalça impacta, mas não vejo nós, como sociedade, fazendo algo que realmente provoque transformação. São poucos pólos de atividade que ainda são realmente revolutos e compromissados com essa tal transformação. E ter a oportunidade de ter nas grandes mídias a exposição de uma tragédia faz com que esses poucos que tem trabalhado sozinhos ganhem um pouco de voz, e contaminem outras pessoas a levantarem da cadeira para fazer alguma coisa.
E a igreja, onde fica? Se somos o corpo de Cristo, se agimos em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santos, onde estamos no meio da comoção? Não sei na sua Bíblia, mas eu tava aqui folheando a minha, e reparei que Mateus 28 vem antes de Atos 2. Primeiro Jesus me mandou ir por todo mundo fazendo discípulos, temporalmente após isso, já com o Filho nos céus, os apóstolos experimentaram a possibilidade sentir o poder maravilhoso do Espírito Santo atuando neles, no caso do texto, dando a eles o dom de falar em línguas estrangeiras para, desta forma, alcançar mais vidas.
Sendo assim pode-se dizer que somos os grandes responsáveis pela propagação do evangelho, e isso não é novidade pra quase ninguém que tá lendo este texto. Porém o mais comum é esperar um chamado especial, um mover extraordinário, para então começar a agir. A ação tem que ocorrer antes do sentimento. É muito bonito dizer que Deus capacita os chamados, mas em primeiro lugar é importante entender que se você é nova criatura, é também um chamado, um escolhido para levar as boas novas. Deus usa dons especiais para atuar em áreas especiais, mas no geral a regra é simples, ou você é um missionário, ou um campo missionário.
Neste momento de alvoroço por causa das chuvas o papel do cristão é tomar frente, é arregaçar as mangas e pegar no batente mesmo, é demonstrar que está disposto a servir da forma que puder. Gosto muito de trabalhar com eventos, sempre me dizem que nesses casos nós é que somos mais abençoados do que a quem queremos atingir, porém é exatamente isso que eu quero, despertar mobilização entre os servos. Fugir do assistencialismo barato é uma estrada que temos que trilhar, mas ela só vai começar quando começarmos a entender que o primeiro passo é estarmos dispostos a nos dedicar de corpo e alma para o evangelho verdadeiro. A religião aceita por Deus na Bíblia é a de cuidar dos órfãos e viúvas, que eram na sociedade da época os mais desprovidos de auxílio, hoje há outros que necessitam do nosso trabalho, se eu estiver buscando a Deus e no centro da vontade dEle, o Espírito Santo vai agir em mim abrindo meus olhos mostrando onde tenho que trabalhar. Assim alcançarei o mundo.
A imagem da televisão é triste, e eu espero sinceramente que ano que vem eu não a veja de novo, e espero que os governantes estejam pensando o mesmo que eu. Mas é essa uma oportunidade de nós sermos impactados por esse sentimento primário para enfim começar a fazer alguma coisa. Aquelas famílias precisam de ajuda e estão longe, tem gente precisando aqui do meu lado, então vamos simplesmente fazer o que temos de fazer e trabalhar para levar o evangelho para todo homem e para o homem todo!


Allan José da Silva
Allan José da Silva
@allanjoses7
O Zê, Rondoniense mais curitibano que conheço. Psicólogo falhado,futuro economista e mais um tanto de coisa. http://www.outromundoze.blogspot.com













Para participar do POST DO LEITOR, envie um email com seu texto (só aceitaremos arquivos com extenção doc ou odt… docx serão IGNORADOS) para crentassos@gmail.com com e coloque no assunto do deste email a frase “Para o post do leitor” e a data no formato DD/MM/AAAA e nada mais q isso! assim, a ordem de chegada dos textos será mais facilmente identificada! Qualquer duvida, entre em contato pelo mesmo email





Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: